sexta-feira, 27 de julho de 2018

Fingimento (Experimental Medianeiro)

https://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/4383980
sobre MedianeiroEstilo poético Experimntal criado pela poetisa Giovânia Correia

Com meu coração,
Você conseguiu brincar.
Deixou-me sem chão

Fragmentou meu ser,
Fingiu me amar
Gelou meu viver.

Estou quase nada,
Mas preciso voar
Xô vida passada!

Diná Fernandes

6 comentários:

  1. Parece-me o ideal:
    Estou quase nada,
    Mas preciso voar
    Xô vida passada!
    ...
    bj

    ResponderExcluir
  2. Minha querida Diná, que linda inspiração! Adicionei seu link no comentarista e já estou aqui amando sua linda poesia!
    Acho que todos nós, mesmo sem asas precisamos voar e voar alto para mudarmos o rumo da nossa história. Abraços, seja muito feliz.

    ResponderExcluir
  3. Bela inspiração e o que não serve para ficar, que se vá! Vida que segue...

    Um abraço e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Oi Diná
    Se não tem mais serventia é melhor mesmo que se vá permitindo que se voe livre em busca de novos amores
    Lindo poema neste estilo espetacular
    Beijos e feliz semana

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, querida amiga Diná!
    Ontem já tinha lido seu poema.e hoje venho comentar com carinho.
    A águia tem a capacidade de voar alto, na imensidão... que sigamos a vida como ela galgando alturas!
    Estilo sóbrio de poetar que, sucintamente, diz tudo...
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Tudo que nos faz mal é preciso deixar voar para bem longe, amei esse poetar!
    Beijos!

    ResponderExcluir